Nota: O PT/RS vem de público reafirmar sua posição histórica de luta e defesa do Estado Democrático de Direito.

Logo PTRS (480x303)

Nota do PT/RS

Diante de fatos veiculados pelo jornal Zero Hora nos últimos dois dias, o Partido dos Trabalhadores do RS vem de público reafirmar sua posição histórica de luta e defesa do Estado Democrático de Direito.

Foi justamente na defesa da democracia, da liberdade de opinião e de imprensa, do pleno funcionamento das instituições democráticas, entre elas o Judiciário, que muitas de nossas lideranças tombaram no período da ditadura militar. Em memória a todas estas lutas e pelo direito à verdade, reafirmamos nosso respeito pelas instituições democráticas, nas quais se inclui o Tribunal Regional Eleitoral.

O fato ocorrido na sede do PT de Sapiranga, portanto em um ambiente privado, se deu num momento de profunda consternação e revolta da militância partidária, tomada pelo sentimento de injustiça ao ter que trocar o candidato a prefeito do PT, eleito em prévias partidárias. Apontado como inelegível por não ter prestado contas da sua campanha eleitoral em 2010, o vereador Egon tinha em mãos uma certidão do próprio TRE declarando que ele não foi candidato em 2010! Neste contexto, as palavras usadas para conter militantes exaltados revelam-se impróprias apartadas daquele ambiente.

Superado esse impasse, em Sapiranga somos todos Deoclécio rumo ao terceiro mandato do PT.

Lamentamos profundamente as posturas anti-éticas – traduzidas numa gravação clandestina e ilegal – que levaram a público um debate interno e ocorrido no plano privado.

Raul Pont

Presidente do PT/RS