JPT mobiliza militância para JORNADA DE LUTAS

JPT jorna OK

A JPT está organizando a militância do partido para a Jornada de Lutas da Juventude Brasileira que acontece entre os dias 25 de março e 1º de abril no Rio Grande do Sul.

Para isso, convoca os petistas para o grande ato vai reunir jovens militantes de várias organizações, entidades e movimentos, na quarta-feira (27), às 11 horas na Praça da Matriz em Porto Alegre, abrindo a JORNADA.

A JPT também convoca sua militância para se engajar nas diversas atividades organizadas nos municípios como debates, pichações, marchas e colagens com objetivo de marcar e fortalecer as lutas de juventude.

A Jornada de Lutas da Juventude Brasileira é resultado do esforço de mais de 30 entidades do movimentos social e juventudes partidárias e unifica a pauta de lutas dos jovens brasileiros, respeitando a conjuntura e as bandeiras regionais.

A pauta esta unificada em torno de cinco eixos principais:

1. Educação: Financiamento público da Educação

1.1. 10% PIB para educação

1.2. 100% dos Royalties e 50% do Fundo Social do Pré-Sal para educação

1.3. Democratização do acesso e da permanência na universidade

1.4. Educação do campo

1.5. Cotas raciais e sociais nas universidades estaduais

1.6. Curricularização da extensão universitária

1.7 Regulação e ampliação da qualidade, em especial, do setor privado

1.8 Combate à desnacionalização do ensino

2. Trabalho

2.1. Redução da jornada de trabalho

2.2. Condições dignas de trabalho/trabalho decente

2.3 Políticas que visem a conciliação entre trabalho e estudo

3. Democracia: Reforma política

3.2. Distribuição de renda

3.3. Contra a judicialização da politica e criminalização dos movimentos sociais

3.5. Luta pela auditoria da divida publica

3.6. Luta contra a desnacionalização/extrangerização

3.7. Reforma Agrária

3.8- Aprovação do Estatuto da Juventude

 

4. Diretos sociais e humanos: Violência contra Juventude

4.1. Extermínio da juventude negra

4.2. Memória verdade e justiça

4.3. Superação das intolerâncias

4.4 Feminismo

4.5. Mobilidade urbana

4.6. Moradia

4.7. Desmilitarização da policia

4.8. Reorganização da cidade para locomoção de bicicleta

4.9. Contra a alteração da maioridade penal

4.10. Diversidade sexual

4.11. Luta indígena e quilombola

5. Democratização da Comunicação de Massas

5.1. Universalização da internet de banda larga no campo e na cidade

5.2. Políticas públicas para grupos e redes de cultura

5.3. Apoio público para os meios de comunicação da imprensa alternativa

5.4. Apoio ao movimento de software livre.

Das pautas acima listadas, recomenda-se a nossa militância importância especial a seguintes questões, como acúmulo construído na executiva estadual da JPT/RS:

  1. Ampliação dos Referendos, Plebiscitos e consultas diretas à população;
  1. Defesa de uma Reforma Política que fortaleça os partidos políticos, que permita maior intervenção do povo na política institucional e ponha fim ao financiamento privado das campanhas tendo como escopo um combate real à corrupção;
  1. Ampliação da participação da juventude e das mulheres nos espaços políticos;
  2. Democratização dos Meios de Comunicação;

5. Combate ao extermínio da Juventude, em especial a negra e a da periferia;

6. Democratização e transparência do Poder Judiciário;

7. Defesa da desmilitarização da polícia;

8. Fortalecer e ampliar as PPJs;

9. Defesa intransigente dos Direitos Humanos;

10. Ampliação das Políticas Públicas de Juventude no Estado;

11. Criação de uma secretaria de juventude.