Governo do RS lança ferramenta para população monitorar obras

O Gabinete Digital do Governo do Estado do Rio Grande do Sul lança quinta-feira (13), às 15h30min, no Salão Negrinho do Pastoreio, no Palácio Piratini, a ferramenta “De Olho nas Obras” destinada ao monitoramento pela internet, por parte da população, do andamento das obras do governo no Estado. Em um primeiro momento, oito obras estarão disponíveis para o monitoramento da população: Duplicação da RS-118, Sala da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA), Hospital Regional de Santa Maria, Subestação Menino Deus (CEEE), Parque Científico e Tecnológico do Planalto Médio (Passo Fundo), Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Tramandaí e Esgotamento Sanitário em Esteio e Sapucaia.

A ferramenta “De Olho nas Obras” poderá ser acessada pela página do Gabinete Digital e também por intermédio do sistema QR-codes-, uma espécie de código de barras que, lido por aparelhos celulares ou tablets, leva o usuário diretamente para a página da ferramenta. Por meio dela, a população poderá também receber por e-mail, Twitter e/ou Facebook atualizações sobre o andamento da obra de seu interesse. Além disso, poderá enviar contribuições, como fotos, vídeos ou comentários que poderão ser compartilhados com outros usuários. Mensalmente, a obra que receber o maior número de comentários e outras interações será comentada pelo governador Tarso Genro, com bate-papos ao vivo. As informações básica sobre cada obra, que serão disponibilizadas à população, incluem um resumo do projeto, o andamento da obra, empresa executora, data de início e previsão de término, valor global, porcentagem de execução física e imagens atuais.

A cerimônia de lançamento da ferramenta, que também marca o aniversário de dois anos do Gabinete Digital, será transmitida ao vivo pela internet e contará com a presença do governador Tarso Genro, do Secretário Geral de Governo, Vinícius Wu, de secretários de Estado e de alguns convidados especiais. Entre eles, destacam-se o jornalista espanhol Bernardo Gutierrez, um dos articuladores do movimento 15M, o produtor cultural Claudio Prado, que atuou na implantação dos Pontos de Cultura no Governo Federal, o presidente do Instituto Brasileiro de Políticas Digitais Mutirão, Uirá Porã, o jornalista e pesquisador Rafael Sampaio e o jornalista Luiz Carlos Azenha, do site Vi o Mundo.