Nota dos vereadores do PT/POA sobre a desocupação da Câmara

NOTA DA BANCADA DE VEREADORES DO PT SOBRE A DESOCUPAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE

Porto Alegre 18 de julho de 2013

Finalizada a ocupação da Câmara Municipal de Porto Alegre, a Bancada de Vereadores do Partido dos Trabalhadores vem manifestar sua posição.

1. Ao longo dos sete dias de ocupação da Câmara de Vereadores a Bancada do PT atuou de forma ativa e incansável para viabilizar a desocupação da Câmara de forma célere e pacífica, buscando garantir a integridade física de todos os envolvidos e do seu patrimônio.

2. Nesse sentido a Bancada apoiou os esforços da OAB/RS para estabelecer uma saída mediada para a situação, evitando que fosse necessário o uso da força na retirada dos manifestantes.

3. Durante os três primeiros dias os Vereadores de diversas Bancadas ajudaram na tentativa de diálogo, estabelecendo uma mesa de negociação, que foi rompida de forma brusca pelo Presidente da Câmara, justamente no momento em que se estava chegando a um acordo para a desocupação da Casa.

4. A partir de então a Bancada do PT estabeleceu contato com o Judiciário e a Brigada Militar a fim de averiguar e viabilizar os desdobramentos da situação, uma vez que a Presidência da Casa abriu mão de suas responsabilidades preocupando-se tão somente em produzir fatos políticos de forma totalmente equivocada quanto ao seu mérito e momento.

5. Nesse sentido repudiamos toda a tentativa do Presidente da Câmara em partidarizar a situação ocorrida, enquanto este deveria ter ocupado uma posição acima de disputas políticas menores e procurado tão somente resolver o impasse de forma célere, como convém aos que presidem os Poderes democráticos.

6. Saudamos o papel do Judiciário e do Ministério Público que tiveram a sensibilidade e corretamente compreenderam a situação, estabelecendo o processo de mediação para evitar o cumprimento da reintegração pelo uso da força, proporcionando que o desfecho da situação ocorresse exatamente no sentido dos esforços que a Bancada vinha realizando.

7. É de conhecimento público que o Bloco de Lutas é uma organização que repudia qualquer identidade partidária (sendo o PT inclusive objeto de ataque por muitos de seus membros e cartazes), e totalmente responsável pelos atos de seus membros.

8. A Bancada continuará atuando de forma propositiva, apresentando propostas concretas para a cidade e buscando sempre o diálogo entre todas as forças políticas para construir uma cidade mais justa e democrática.