PT/RS: Mais Médicos. Eu apoio!

Mais Médicos

Com Setorial de Saúde do PT/RS

O que é o Programa Mais Médicos?
O Programa Mais Médicos faz parte de um pacto de melhoria do atendimento do Sistema Único de Saúde instituído pelo governo federal. Prevê ainda mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais.

A prioridade são os municípios de maior vulnerabilidade social e Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). O Programa está dentro do Pacto Nacional pela Saúde, que prevê mais hospitais, unidades de saúde, médicos e formação.

Qual a importância do Programa Mais Médicos?
O Brasil tem uma deficiência muito grande de médicos no país. Atualmente, são 374 mil médicos em atividade no país, ou seja, 1,8 médicos por mil habitantes.

Queremos atingir 2,7 médicos por mil habitantes, para isso hoje são necessários mais 170 mil médicos. Atualmente, 701 municípios não possuem sequer um médico residindo no município. Em 1900 municípios há menos de um médico para três mil habitantes.

O que muda na vida das pessoas?
Com maior número de médicos, haverá também uma distribuição mais adequada, fazendo com que tenhamos profissionais em todos os municípios. Isso faz com que possamos atender o paciente mais próximo de sua casa, evitando o deslocamento até os grandes centros, muitas vezes apenas pela inexistência de médico no município. Também teremos mais especialistas, o que provocará uma redução no tempo de espera para consultas especializadas, para cirurgias e tratamentos mais complexos.

E o que mais o Governo Federal faz pela saúde?
Em todo o Brasil, o Ministério da Saúde está investindo R$ 15 bilhões até 2014 para melhorar a infraestrutura dos serviços de saúde, sendo que R$ 7,4 bilhões já estão em execução e R$ 5,5 bilhões são recursos novos, além de R$ 2 bilhões para 14 hospitais universitários.

2014:
- teremos 1861 novas unidades básicas de saúde.
- reforma ou ampliação de outras 9595.
- 277 UPAs em funcionamento, e
- 818 hospitais em obras de construção, reforma ou ampliação

2015:
- a meta é termos 876 UPPAs, além de outras 138 ampliadas.
- criação de cursos de medicina nas regiões onde mais precisam de profissionais de saúde.
- a prioridade é abertura de cursos de medicina básica no interior, e a ampliação de vagas públicas,

Mais:
- ampliação de vagas de residência médica para que todos os médicos formados ingressem em formação complementar
- formação e ampliação de equipes multiprofissionais para a saúde da família e comunidade

O Programa Mais Médicos prevê apenas o ingresso de médicos estrangeiros?
Não. A prioridade foi para profissionais brasileiros. Como não foi alcançado o número de profissionais que era preciso, foram abertas vagas para profissionais estrangeiros, com inscrição pessoal. Na terceira opção, entraram profissionais de outros países através de convênios intermediados pela Organização Panamericana de Saúde, como o realizado com o Governo de Cuba.

E por que o governo não exige o Revalida para os médicos estrangeiros?
O Revalida é um exame que se aplica para o trabalho médico de estrangeiro por período indeterminado, o que não é o caso do Programa Mais Médicos para o Brasil.

O Mais Médicos é um projeto que tem tempo determinado de 3 anos por isso não se aplica o Revalida.

Os profissionais são médicos graduados em instituições reconhecidas por seus países e cuja formação é equivalente às diretrizes curriculares mundialmente reconhecidas e adotadas no Brasil com reconhecimento da Organização Mundial da Saúde. Os profissionais contam com a supervisão do Ministério da Saúde.

Receberão visto temporário de aperfeiçoamento médico de três anos, prorrogáveis por mais três, estendida aos dependentes legais, e não transformável em visto permanente.