Pesquisa do Ibope: – Dilma aumenta vantagem sobre Aécio e Campos

Pesquisa do Ibope mantém vantagem da presidenta Dilma Rousseff, que venceria no primeiro turno se a eleição fosse realizada hoje. Em um cenário com o senador Aécio Neves (PSDB) e com o governador Eduardo Campos (PSB), ela teria 43% dos votos, ante 14% do tucano e 7% do pernambucano. Segundo o instituto, em um mês a diferença aumentou de 17 para 22 pontos percentuais. Os votos em branco ou nulos somam 21%.

Com Marina Silva no lugar de Campos, os resultados apresentam alguma diferença, mas sem alterar a tendência. Dilma fica com 42%, Marina aparece com 16% e Aécio, com 13%. Nesse caso, a diferença sobe de cinco para 13 pontos. Os votos em branco ou nulos somam 21%. Em branco ou nulos totalizam 22%.

Na pesquisa espontânea, Dilma aparece com 23%. O segundo colocado é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com 8%. Em seguida, vêm Aécio Neves e José Serra (PSDB), ambos com 5%, Marina (3%) e Campos (1%). Votos em branco ou nulos atingem 13%, enquanto 40% disseram não saber ou não responderam.

No caso de um segundo turno, Dilma venceria Aécio por 47% a 18% e Marina Silva por 44% a 24%.

O instituto apresentou algumas frases sobre o futuro presidente, e a que teve mais escolhas (38%) foi a de que “mantivesse só alguns programas, mas mudasse muita coisa”. Outros 24% escolheram que “mudasse totalmente o governo do país”, 23%, que “fizesse poucas mudanças e desse continuidade para muita coisa”, e 12%, que “desse total continuidade ao governo atual”.

Na avaliação do governo Dilma, os que acham “ótimo” ou “bom” passaram de 38%, em outubro, para 39%, enquanto os que responderam “ruim” ou “péssimo” foram de 26% para 24% e o “regular”, de 35% para 36%. A taxa de aprovação oscilou levemente para cima, de 53% para 55%. A taxa de confiança foi de 49% para 51%.

Em parceria com o jornal O Estado de S. Paulo e as Organizações Globo, a pesquisa foi feita entre os dias 7 e 11, ouvindo 2.002 eleitores em 142 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%.

Com site Sul21