Dilma sobrevoa cheias na Fronteira Oeste do RS

Dilma e as cheias rs

Neste sábado (18), a presidenta Dilma Rousseff, em companhia do governador Tarso Genro, sobrevoou o município de Uruguaiana (RS) atingido por chuvas intensas no começo deste mês. Ela partiu de helicóptero da própria cidade onde cerca de 150 pessoas ainda estão desabrigadas. Depois reuniu-se com autoridades da região de Fronteira Oeste para discutir novas medidas com propósito de diminuir os transtornos causados pelos temporais e pela cheia do Rio Uruguai.

De acordo com o Coordenador de Defesa Civil de Uruguaiana, Paulo Wouthers, no ápice da enchente (06/07) o Rio Uruguai chegou a 11,82 metros acima do nível normal, afetando em torno de 6,2 mil pessoas no município. Segundo o secretário de Estado, Jorge Branco, cerca de 70 mil pessoas foram atingidas em todo o estado.

Wouthers afirma que o nível do rio está 6,2 metros acima do nível neste momento e espera-se que a situação seja normalizada no final da próxima semana.

Na quinta-feira (17), o Ministério da Integração reconheceu emergência ou estado de calamidade pública em mais 16 municípios do estado, totalizando 165 em todo o Rio Grande do Sul. Alguns deles entram na lista mais de uma vez, em razão de desastres diversos ou ocasiões diferentes.

Na última quarta-feira (16), o governo federal reservou R$ 14 milhões para ajudar o governo estadual no reestabelecimento de serviços essenciais e também reservou outros R$ 40 milhões para a terceira etapa da ajuda, a de reconstrução da infraestrutura destruída pelas águas. Mas essa verba ainda depende da apresentação do relatório detalhado dos trechos viários e obras de infraestrutura destruídos.

O prefeito de Uruguaiana, Luiz Augusto Schneider, considera que o desafio será superado com a colaboração da comunidade, municípios e governo federal.

“Agora, o rio baixa e temos que começar a reconstrução. E hoje se pensa um modelo integrado entre os municípios de Uruguaiana, Itaqui e São Borja e a perspectiva da reunião com a presidenta da República, Dilma Rousseff, para nós é muito motivadora, porque estando o governo federal e o estadual, mais os municípios, juntos neste momento de reconstrução e na perspectiva de projetos de prevenção, isso permite aos gestores municipais imaginarem a solução definitiva para a prevenção e solução dos problemas das cheias do Uruguai”.

Fontes: Ministério da Integração.

foto divulgação blog Planalto