Campanha de Marina partiu para a baixaria, diz Rui Falcão

Da Agência PT de Notícias

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, anunciou, nesta quarta-feira (24), que o setor jurídico da campanha da presidenta Dilma Rousseff ingressará com dois pedidos de direito de resposta no TSE, contra os candidatos Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB).

Para Falcão, a campanha de Marina está “passando dos limites” e “partiu para a baixaria”, com a propaganda exibida na tevê nesta terça-feira (23), quando ela apresentou informações inverídicas sobre Dilma. “A candidata do PSB excedeu todos os limites de desfaçatez ao atacar a Dilma e o PT. Ela atacou às escondidas, igualando-se às práticas mais obscuras da velha política”, explicou Falcão.

De acordo com o coordenador jurídico da campanha, Flávio Caetano, a campanha do PSB insinuou suposta responsabilidade de Dilma sobre o caso da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA). No entanto, o fato foi descartado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em julho deste ano.

O presidente do PT saiu em defesa da campanha promovida pelo partido, de debate de ideias, e citou exemplos de fatos fantasiosos apontados por Marina durante o período eleitoral. “Ela é que mentiu sobre o desmatamento e mentiu quando disse que suas palestras continham cláusulas de confidencialidade, como se viu pela imprensa”, disse.

Aécio – O coordenador jurídico da campanha de Dilma explicou que o partido também ingressará com ação contra o candidato Aécio Neves devido as falsas informações fornecidas à população sobre o Porto de Mariel, em Cuba. “O pedido de direito de resposta é uma maneira de tentar dar um basta a esse tipo de campanha de baixo nível”, destacou Falcão.