Tarso festeja a reeleição de Dilma: “O povo brasileiro foi sábio”

Final coletiva

Em coletiva de imprensa na noite deste domingo (26), o governador Tarso Genro celebrou a vitória da presidenta Dilma Rousseff nas eleições 2014. “O povo brasileiro foi sábio”, festejou.

Tarso convidou os jornalistas que estavam em sua coletiva de imprensa a uma grande celebração pela reeleição da presidenta Dilma Rousseff. “É um orgulho dizer que mais importante é esta vitória por mais quatro anos”, referiu.

Tarso considerou o feito ainda mais importante em razão da articulação de alguns veículos da imprensa nacional que, às vésperas da eleição, editaram matérias cujo objetivo foi influenciar no debate eleitoral. “Eu disse que estava em andamento um golpismo midiático que tentou obstaculizar a eleição da Dilma. Mas, felizmente, o povo foi sábio e não se deixou enganar, consolidando o projeto em curso no país”, falou, antes de se dirigir ao Largo Zumbi dos Palmares onde o esperavam centenas de militantes.

Tarso analisou o resultado da eleição no Rio Grande do Sul, salientando que irá realizar uma transição de governo “de altíssimo nível”, colocando não apenas os servidores e dados à disposição da equipe do adversário mas, inclusive, criando um local físico para que o novo governo se instale ao longo dos próximos meses. “Vamos dar uma mostra de civilidade política e de respeito democrático para o Brasil”, afirmou.

Entretanto, destacou que o papel que cabe à coligação a partir de 1º de janeiro é o da oposição. “Não vamos apoiar projetos que sejam contra o desenvolvimento com justiça social”, avisou.

“Não vamos permitir retrocessos”, avisou o governador à militância

Dirigindo suas palavras às centenas de militantes que tomaram o Largo Zumbi dos Palmares para celebrar a vitória de Dilma Rousseff, Tarso garantiu que a esquerda estará atenta para evitar retrocessos nas políticas executadas ao longo de seu governo e que melhoraram a vida de milhares de gaúchos.

“O nosso programa olhou cara a cara a nossa classe trabalhadora e não vamos permitir que eles recuem no salário mínimo ou no passe livre que a juventude conquistou nas ruas. Não vamos permitir que eles façam voltar para a fome 75 mil famílias que tiramos da pobreza extrema. Não vamos permitir que eles revoguem as grandes conquistas do campesinato pobre do Rio Grande”, garantiu o governador.

Tarso elogiou o bonito combate realizado pela militância, que, na sua opinião, configurou a “maior vitória” nas eleições gaúchas, na medida em que voltou a reunir “jovens e senhoras de bandeira na mão”, lutando por um projeto de uma sociedade mais justa e solidária. “Estou feliz porque vale a pena lutar, vale a pena estar junto com o nosso povo construindo um país e um estado melhor para todos”, concluiu.