Nota de Apoio à deputada Maria do Rosário

Maria Rosario

O PT/RS repudia veementemente a atitude criminosa do deputado Jair Bolsonaro (PP) que atacou a deputada petista Maria do Rosário em sessão plenária do Conselho de Ética da Câmara Federal.

O deputado, com histórico homofóbico, racista e preconceituoso, deve sofrer as sanções cabíveis para tal atitude repugnante, sob pena do Congresso ficar desmoralizado perante o povo brasileiro

O deputado Bolsonaro disse que não estuprava a deputada petista Maria do Rosário, porque ela não merecia. O discurso ocorreu em sessão plenária do Conselho de Ética da Câmara.

Os deputados do PT, Fernando Ferro e Amauri Teixeira, além de Jean Willis – Psol, vão ingressar com representação no Conselho de Ética da Câmara contra Jair Bolsonaro (PP).

As palavras do deputado foram: “há poucos dias você me chamou de estuprador e eu disse que não vou estuprar você porque você não merece”. Na sequência, ele afirmou que no Brasil os direitos humanos só defendem “bandidos, estupradores, marginais e até corruptos”.

A deputada havia feito um pronunciamento no plenário da Câmara sobre a Comissão da Verdade e os crimes cometidos durante a ditadura em razão de amanhã ser celebrado o Dia Internacional dos Direitos Humanos.
Rosário se retirou do plenário enquanto Bolsonaro chamava o governo Dilma de corrupto. A deputada petista afirmou que não vai se pronunciar sobre as declarações de Bolsonaro.