Lula: “grande medo da oposição é que eu volte”

Lula 5 Congresso

Do 247

Em entrevista para uma rádio da Colômbia, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira (9) que o grande medo da oposição brasileira atualmente é com a possibilidade de ele voltar à Presidência da República em 2018. Apesar de já ter falado que pode ser candidato, Lula evitou confirmar esta declaração durante a entrevista.
Ele destacou que estará “muito feliz apoiando um companheiro”. “Agora o grande medo deles é a possibilidade de Lula voltar em 2018. Uma coisa que eu acho loucura, porque ainda faltam três anos”, afirmou.
Na avaliação dele, a oposição está inconformada com a derrota nas eleições de 2014 e, por isso, tem feito tudo para obstruir qualquer possibilidade de a presidente Dilma Rousseff governar com “tranquilidade” e de o PT conquistar a Presidência da República pela quinta vez consecutiva.

Sobre ser candidato, Lula falou em cautela e pediu para esperar porque “ainda faltam três anos”. “Te digo de coração: irei contra qualquer candidatura que signifique um retrocesso nas conquistas sociais do povo brasileiro. Estarei no campo de batalha de novo para manter as conquistas”, completou ele.

O ex-presidente reconheceu que a corrupção interfere na economia, mas é apenas um “ingrediente” da conjuntura atual. “Não é a coisa que pode atrapalhar a economia”, disse. Ele defendeu ainda que a presidente Dilma, assim como outros presidentes, deve deixar a apuração dos escândalos com a polícia e a Justiça e se concentrar em cuidar da economia brasileira.

Ele ainda avaliou que as dificuldades enfrentadas pelo Brasil são “conjunturais” e previu que, embora esteja durando mais que o governo esperava, a crise deve acabar em breve. Para ele, já está “consagrado” que o Brasil terá PIB negativo neste ano. “E necessitamos trabalhar muito para evitar um PIB negativo em 2016”.