PT/RS repudia tentativa de golpe e conclama a defesa da democracia nas ruas

PT e Brasil

A direção executiva do Partido dos Trabalhadores do Rio Grande do Sul, em reunião extraordinária, na tarde desta quinta-feira (3/12), debateu e aprovou Resolução Política sobre a tentativa de golpe do deputado Eduardo Cunha ao abrir processo de impedimento contra a Presidenta Dilma.
O PT gaúcho reafirma ainda, na nota política, sua ofensiva na mobilização da militância, dos movimentos sociais e das forças progressistas  para irem às ruas na defesa da democracia.

Leia Resolução Politica na íntegra:  

A Comissão Executiva Estadual e a Bancada Estadual do PT/RS, repudiam a tentativa golpista do deputado Eduardo Cunha de abrir um processo de impedimento da Presidenta Dilma.

É público e notório que este pedido de impedimento foi formulado e articulado pelo PSDB e e seus aliados políticos e econômicos que integram a oposição, tendo sido elaborado por pessoas a serviço desses interesses, contrários aos da classe trabalhadora.

A evidência irrefutável do caráter revanchista de Cunha e seus seguidores é de tal monta que o requerimento chegou a ter seus termos atualizados, considerando que a primeira versão entregue era ainda mais frágil do que a atual. O objetivo central de Cunha é obstruir as investigações em curso no Conselho de Ética da Câmara Federal e, assim, evitar sua cassação, tendo em vista as acusações que pesam sobre ele.

Irritado com o fracasso de sua chantagem junto ao Governo e aos deputados do PT que integram o Conselho de Ética, Cunha toma essa iniciativa que, por falta de materialidade, carateriza uma atitude criminosa, uma chantagem, uma mentira e uma tentativa de golpe.

Não há nenhuma base jurídica que sustente essa ilegalidade nos termos da Constituição Federal, pois não pairam sobre a Presidenta nenhuma suspeita relativa à prática de ato ilícito, nem suspeita de desvio de dinheiro público ou qualquer outra denúncia de crime de responsabilidade praticado dolosamente, conforme tipificação constitucional.

O Partido dos Trabalhadores, por meio de seu Presidente Rui Falcão, de sua Bancada Federal e coerente com sua tradição de luta, tomou a decisão correta ao não ceder à chantagem e à pressão rasteira promovida por Eduardo Cunha, atendendo à expectativa da militância e do povo brasileiro que sempre foi aliado do PT pelos avanços democráticos e sociais.

Com essa atitude o PT reafirma sua história!

Nossa tarefa agora é tomar a ofensiva, organizando mobilizações em defesa de nossas conquistas, por uma política econômica que retome o crescimento com distribuição de renda e ampliação das políticas sociais, contra os retrocessos sonhados pela direita reacionária de nosso País.

É importante que o conjunto do PT organize atos municipais e regionais, constituindo comitês de luta e mobilização, com caráter ampliado, de forma a envolver os mais diferentes setores da sociedade local, regional e estadual para o duro enfrentamento contra os golpistas. Para isso, é fundamental disputar a opinião pública, manifestar nossas denúncias nos meios de comunicação e redes sociais. O perigo de rompimento com a ordem democrática é gravíssimo!

O PT/RS conclama a todas as forças democráticas, populares e progressistas; partidos políticos democráticos; movimentos sociais e populares; movimentos sindicais; movimentos da juventude, contra a intolerância religiosa, pelos direitos das mulheres, contra o racismo, a homofobia e todas as formas de preconceitos, assim como toda sua militância a unirem-se contra o golpe e em defesa da democracia duramente conquistada pelo povo brasileiro.

CONVOCAMOS A TODAS E TODOS A PARTICIPAREM DO LANÇAMENTO DA FRENTE BRASIL POPULAR E DA MARCHA DOS SEM DIA 11/12 EM PORTO ALEGRE.

#FORACUNHA #NÃOHAVERÁGOLPE

Executiva Estadual do PT/RS

Bancada Estadual do PT/RS

Porto Alegre, 03 de dezembro de 2015.