PT/RS convoca ato do dia 31 de julho, na Redenção em Porto Alegre

ATO 31 DE JULHO face

O golpe aplicado pela direita brasileira vai além de tirar Dilma Rousseff e o PT da presidência da República. Aliado aos empresários, a mídia monopolista, o PMDB e seus parceiros – representando a direita fascista, querem acabar com os direitos dos trabalhadores, com as políticas sociais conquistadas nos governos Lula e Dilma e privatizar o estado brasileiro.

O povo continua nas ruas protestando, impedindo a retirada de direitos, exigindo FORA TEMER.
Atos, manifestações, caminhadas e protestos continuam em todos os recantos do País. Por onde a presidenta eleita passa milhares vão as ruas demonstrar seu apoio e chamar o “VOLTA DILMA”.

Dia 31 de julho, voltaremos às ruas em grande ato nacional, reunindo todas as forças que lutam contra o golpe e exigem a volta da democracia em nosso País.
O PT/RS, junto com o PCdoB, a Frente Brasil Popular, o Povo Sem Medo, a Frente de Lutas pela Democracia, a CUT, a CTB, o Levante e tantos outros, convoca toda sua militância, filiados e lideranças para estarem no ato do dia 31 de julho, a partir das 14horas, no Parque da Redenção, em Porto Alegre, pelo FORA TEMER e NENHUM DIREITO A MENOS.

“Nós petistas, que somos protagonistas do melhor período de governos que o Brasil já teve em direitos sociais, em valorização dos servidores, na melhoria da saúde com a criação do SUS, do Mais Médicos, do Minha Casa Minha Vida, do Bolsa Família, da valorização do salário mínimo e das aposentadorias, das políticas públicas para negros, mulheres, LGBT, na educação com o PROUNI, o FIES, do Pré Sal para a educação, vamos reacender as ruas e mostrar mais uma vez que o golpe não passará”, desafia o presidente do PT/RS convocando a militância para o dia 31.

“O debate do impeachment não se esgotou nas instâncias legais e muito menos nas ruas, cresce a defesa da presidente Dilma com provas cada vez mais fortes que caracterizam o golpe, e nós petistas estamos confiantes que voltaremos a governar o Brasil, garantindo todos as conquistas e transformações ocorridas até agora em nosso País”, conclui Ary Vanazzi.