PEC que ameça o SUS e a educação é aprovada

pec 241 foto2

A aprovação da PEC 241, em primeiro turno, gerou uma grande mobilização contrária, que juntou de parlamentares a nomes como Dráuzio Varella e Ana Moser
A PEC 241, apelidada de PEC do Fim do Mundo, foi aprovada em votação de primeiro turno nesta segunda-feira (11) na Câmara dos Deputados, com voto de 366 deputados. A medida ainda terá que passar por uma segunda votação na Câmara e no Senado Federal.

Na prática, a proposta de emenda constitucional impõe um teto para os gastos públicos, imobilizando o Estado por 20 anos. É a principal bandeira do governo golpista de Michel Temer ( PMDB) e deve beneficiar sobretudo banqueiros e rentistas ao liberar o orçamento para o pagamento dos juros da dívida pública.
Por outro lado, a população que necessita do SUS (Sistema Único de Saúde), da educação pública, assistência social e a própria economia do país, que depende de estímulos para a agricultura e mesmo infraestrutura, serão prejudicadas. Outra vítima da PEC será o salário mínimo, já que o mecanismo de reajuste que é utilizado hoje pode ser alterado para conseguir reduzir os gastos.

Artistas, políticos, deputados, intelectuais e economistas das mais variadas linhas econômicas criticaram a medida, e a hashtag #PECdoFimdoMundo foi o assunto mais comentado no Twitter no Brasil.

Os efeitos
PEC 241 é aprovada em primeiro turno
PEC 241 que fixa um teto para o orçamento público federal. Foram 366 votos a favor e 111 votos contrários.
Os efeitos da aprovação da PEC 241 são desastrosos.
O orçamento da saúde que é de R$ 100 bilhões, seria de R$ 65 bilhões se a PEC estivesse valendo.
Na Educação seria de R$ 103 bilhões para R$ 31 bilhões a redução.
O salário mínimo não seria de R$ 880,00 se a PEC 241 já estivesse valendo, seria de R$ 550,00.
Segurança, aposentadorias, programas sociais, crédito agrícola também serão atingidos pela não expansão dos recursos acima da inflação.

COMO VOTARAM OS DEPUTADOS GAÚCHOS

Quem  votou SIM com o governo golpista
Afonso Hamm PP Sim
Alceu Moreira PMDB Sim
Cajar Nardes PR Sim
Carlos Gomes PRB Sim
Covatti Filho PP Sim
Danrlei de Deus Hinterholz PSD Sim
Darcísio Perondi PMDB Sim
Giovani Cherini PR Sim
Jerônimo Goergen PP Sim
Jones Martins PMDB Sim
José Fogaça PMDB Sim
José Otávio Germano PP Sim
Luis Carlos Heinze PP Sim
Mauro Pereira PMDB Sim
Nelson Marchezan Junior PSDB Sim
Onyx Lorenzoni DEM Sim
Renato Molling PP Sim
Sérgio Moraes PTB Sim

Quem votou NÃO
Afonso Motta PDT Não
Bohn Gass PT Não
Heitor Schuch PSB Não
Henrique Fontana PT Não
José Stédile PSB Não
Marco Maia PT Não
Marcon PT Não
Pepe Vargas PT Não