Dilma sobre propaganda do PMDB: Grosseria e ignorância cultural

entrevista-dilma-780x440

Dilma sobre propaganda do PMDB: Grosseria e ignorância cultural

Em nota divulgada nesta segunda, presidenta eleita condena agressão do governo golpista ao Brasil e acrescenta: propaganda é de baixo nível e machista
 21/11/2017 09h33
Roberto Stuckert Filho/PR

Grosseria. Baixo nível. Machismo. Ignorância cultural.

Estamos prestes a presenciar outra agressão do governo golpista ao Brasil, em mais uma demonstração de seu baixo nível político e cultural.

Numa peça de propaganda eleitoral que será veiculada esta semana com o objetivo de ofender a mim e ao PT, os golpistas que vem devastanto o Brasil pretendem citar, em tom de deboche e com insinuação de duplo sentido, uma fala feita por mim na abertura dos Jogos Indígenas, em 2015, quando fiz referência à principal fonte de alimentação dos índios, que acabou sendo adotada por toda a população brasileira, tornando-se um símbolo de nossa culinária.

Não me surpreende o machismo, o racismo e a misoginia vindos de um governo que deprecia as mulheres e as populações indígenas. A propaganda mal-educada, grosseira e vulgar mostra desconhecimento sobre a cultura e a história do Brasil. Mostra ignorância sobre fato histórico: durante parte do período monárquico, a riqueza e o poder da elite brasileira eram calculados pela extensão das áreas cultivadas com mandioca pelos fazendeiros.

Eles não conhecem nossa história. Conhecem apenas o ódio e tem como método e traço de caráter o desrespeito, a agressão pessoal e a insensibilidade com os valores do país. Quem rompe com a democracia e perpetra, à traição, um golpe contra um governo eleito, já perdeu a dignidade e a ética.

Num momento em que trabalhadores têm seus direitos destruídos, num momento em que o fantasma da fome volta a assombrar milhares de famílias, aproveito para afirmar que qualquer prato de farinha de mandioca vale mais saudações que o golpista e seus cúmplices.

Dilma Rousseff
Presidenta eleita do Brasil