NOTA: Caravana Lula mobilizou milhares de gaúchos e gaúchas

Na semana passada, a caravana Lula percorreu o Rio Grande do Sul, participando de atividades em 13 municípios. Em todas as cidades, o ex-presidente Lula foi recebido por milhares de pessoas, realizando o diálogo sobre importantes políticas públicas na área da educação, desenvolvimento, integração regional, direitos trabalhistas, reforma agrária e agricultura familiar.

A acolhida ao ex-presidente Lula por estudantes e professores nas universidades, por trabalhadores e trabalhadoras urbanos e rurais, por cooperativas, associações, artistas, evidencia o que todas as pesquisas já apontam: Lula é o candidato à presidência que está no coração do povo trabalhador, que reconhece os direitos conquistados durante os governos Lula e Dilma.

É preciso registrar, no entanto, os atos criminosos cometidos por milícias fascistas que seguiram todo o roteiro da caravana, interditando estradas e atacando a comitiva com pedras, rojões e barras de ferro. Estas falanges, com evidente poder aquisitivo, foram responsáveis pelo espancamento covarde de militantes, pela incitação de um clima de ódio e terror, onde nem mesmo profissionais da imprensa que cobriam a caravana foram poupados.

Conclamamos todos e todas que registraram estes atos de violência a enviarem seus registros para o Partido, para que possamos identificar os responsáveis. Tomaremos as devidas providências contra todos e todas que praticaram atos de violência ou os incentivaram. Seremos incansáveis contra a impunidade daqueles que desprezam a vida e daqueles que, como a senador Ana Amélia, fazem apologia a atos criminosos. Esperamos que a Secretaria de Segurança também faça o esforço de identificar ações localizadas de alguns policiais militares que foram complacentes com os grupos violentos. Exigiremos que todas as responsabilidades sejam apuradas e punidas.

Expressamos nosso reconhecimento a toda militância, aos movimentos sociais, que foram incansáveis na organização das atividades e resistiram bravamente aos ataques dos setores conservadores e extremistas de direita. Manifestamos, em especial, a nossa solidariedade aos companheiros e companheiras de Passo Fundo, que realizaram um belo ato em Passo Fundo e não arredaram pé da praça, mesmo sem a presença do ex-presidente Lula, bem como as companheiras que foram agredidas em Cruz Alta. À companheira Deise Miron, que teve um rim perfurado, e a sua família nosso carinho e compromisso de identificar seus agressores.

Nosso profundo agradecimento ao povo gaúcho que recebeu o ex-presidente Lula com carinho e respeito, à militância do PT, aos militantes do MST que acompanharam toda a caravana, aos profissionais de imprensa que cobriram estes dois mil quilômetros de roteiro e presenciaram e foram vítimas das agressões e a toda comitiva do ex-presidente Lula pelo convívio nestes dias. Por fim, agradecemos as manifestações de solidariedade do PCdoB, do PSol, que repudiaram os atos de violência, evidenciando o compromisso da esquerda gaúcha com a democracia e a paz.

Pepe Vargas – Presidente do PT/RS

Stela Farias – Líder da Bancada do PT na ALRS

Porto Alegre, 26 de Março de 2018