Secretaria de Mulheres do PT RS realiza seminário Elas por Elas

42248723364_a64aa7b3d1_z

Desenvolver a formação feminista de lideranças e estimular a participação de mulheres do PT no processo eleitoral foi o objetivo do Seminário Mulheres e Democracia – Política para as Mulheres e Mandatos Femininas realizado na última sexta-feira (22). A atividade foi promovida pela Secretaria de Mulheres do PT do Rio Grande do Sul e contou com a presença da ex-ministra Eleonora Menicucci, da Secretária Nacional de Mulheres do PT, Anne Karolyne e do pré-candidato ao governo do Estado, Miguel Rossetto, além das pré-candidatas a deputada estadual e federal do Partido.

A secretária estadual das mulheres petistas, Misiara Oliveira, abriu a atividade falando do importante desafio que as mesmas terão neste período eleitoral. “Nas eleições deste anos temos alguns desafios grandiosos, a luta pela democracia no Brasil simbolizada pela luta da liberdade do Presidente Lula e pelo seu direito de disputar a Presidência da República, a ampliação da representação das mulheres nos parlamentos com a eleição de mandatos feministas. Para nós a agenda destes mandatos passa pela defesa da descriminalização do aborto, o enfrentamento à violência e ao feminicídio e a garantia de políticas de igualdade de gênero na educação. Estas políticas são fundamentais para a desconstrução da cultura patriarcal, machista e misógina que persiste na sociedade.” afirmou.

Para a secretária nacional de mulheres do PT, Anne Karolyne, vivemos um momento em que o moralismo e o fundamentalismo andam lado a lado com o golpe e não tem outra forma de enfrentar este período que não seja com a militância. “Sair candidata não é uma coisa simples, você disputa, você abre mão da sua vida pessoal, deixa seus filhos o seu trabalho, você se coloca à disposição. Pensando nestas mulheres que criamos uma plataforma feminista para debater e ter todo o assessoramento necessário” finalizou ela.

O pré-candidato a governador, Miguel Rossetto, destacou a importância da iniciativa do Projeto Elas por Elas. “Que nós possamos pintar de lilás o programa popular que estamos construindo para todas as gaúchas e gaúchos. Um programa mais forte e mais bonito, porque é verdadeiro”, afirmou convidando todas para seguir participando da construção do projeto. Rossetto disse, ainda, que “não podemos mais suportar o padrão de violência e criminalidade contra as mulheres em nosso Estado nem aceitar que os indicadores de violência contra a mulher cresçam mais e mais a cada dia”.

O seminário faz parte do programa Elas por Elas, promovido pela Secretaria Nacional de Mulheres do PT e lançado em nível estadual no mês de maio. O mesmo realizará formação política com as pré-candidatas, trabalhando conteúdos relacionados à conjuntura, feminismo e o impacto do golpe. Além disso, oferecerá preparação para planejamento de campanha, comunicação, assessoria contábil e jurídica.

A ex-ministra Eleonora Menicucci reforçou a coragem revolucionária das mulheres que se colocam como candidatas. “As companheiras não saem de uma zona de conforto quando saem de casa, saem de uma zona de disputa machista na divisão sexual do trabalho lá dentro de casa. O nosso trabalho dentro de casa ele só aparece quando ele não é feito, porque quando ele é feito ele não nem sequer é elogiado, pois ele nem dividido é. Então, a ousadia de ir para outro espaço político é o que me faz dar a maior força para estas mulheres e admirá-las” disse.

Texto: Raquel Wunsch (MTE 12867)

Foto: Ubirajara Machado