Gleisi reforça a necessidade de mobilização pela liberdade de Lula

Ato  nacional está marcado para ocorrer no próximo dia 13

“Os novos ataques do Judiciário contra os direitos de Lula são um aprofundamento do golpe”. A declaração é da presidenta Nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, durante entrevista concedida nesta segunda-feira (9), em São Paulo, um dia após decisão legítima concedida para libertar o ex-presidente ser ignorada de maneira ilegal pelo juiz Sergio Moro, servidores da Polícia Federal e pelos desembargadores João Gebran Neto e Thompson Flores.

Para Gleisi, a aparente vitória dos golpistas nesta nova batalha jurídica terá efeito contrário e servirá de estopim para uma nova onda de mobilizações populares em defesa de Lula e da da democracia.  “Vamos reforçar o abaixo-assinado de Lula Livre, reforçar as mobilizações por todas as cidades, vamos ler a Carta de Lula que denuncia a falta de isenção de parte do Judiciário em todas as assembleias legislativas e câmaras municipais do país, vamos fazer representação no CNJ preparada pelos movimentos sociais, juristas e parlamentares farão a representação contra Moro e os desembargadores do TRF- Também entraremos com representação na corregedoria da Polícia Federal por não cumprir determinação da Justiça”.

O PT aprovou um calendário de mobilização para os próximos dias, que começa na sexta-feira, 13, com atos em todo país por #LulaLivre.

13/07 – Dia Nacional de Luta por #LulaLivre

Ato principal a ser realizado em Porto Alegre, em frente ao TRF 4. Atos devem ser realizados por todo o país.

 18/07 – Protestos pelos 100 dias da Prisão de Lula.

Ato principal a ser realizado em Curitiba. Atos devem ser realizados em todo o país, fazendo referência aos 100 anos de Nelson Mandela.

20/07 – Reunião da CEN, em SP

 28/07 – FestiLula Livre, no Rio de Janeiro

 03/08 – Reunião do DN, em SP

04/08 – Encontro Nacional do PT, em SP

 10/08 – Dia Nacional de Paralisação.

 15/08 – Grande ato em Brasília para registro de candidatura de Lula a presidência!

 

Texto com informações da matéria de  Henrique Nunes da Agência PT de Notícias

Foto: Ricardo Stuckert